Madeira para construção

A madeira é um material utilizado em larga escala e há muito tempo na construção civil. Desde a estrutura até o acabamento, a madeira pode ser aplicada em diferentes áreas da edificação oferecendo bom resultado final, além de sua beleza natural. Há uma grande variedade em espécies e tipos de madeiras o que é determinante para sua aplicação, que é feita à partir das características apresentada por cada tipo desse material. A madeira é um produto natural suscetível a fatores externos que podem alterar seu aspecto e suas propriedades, por isso é muito importante ter atenção e tomar os cuidados básicos, para manter assim a qualidade, segurança e beleza desse elemento.

A estrutura da construção visa dar sustentação a edificação, por isso a madeira indicada para essa finalidade são as de alta densidade, que apresentam maior resistência e durabilidade, entre esse tipo estão a cumaru, roxinho, jatobá, pequiá e itaúba. Para guarnições as espécies de fibras retas são as mais indicadas, de preferência que sejam secas em estufa, pois não empenam, entre essas estão jequitibá rosa, cedro rosam e angelim pedra. Para lambris é indicado a utilização das madeiras cedrinho, freijó, andiroba e caixeta. Para construção do telhado as madeiras recomendadas são paraju que é bem resistente, maçaranduba e peroba rosa que resistem ao ataque de cupins, mogno e garapeira.

Fonte: http://clickobra.com

Anúncios

Obras viárias

O Governo de São Paulo divulgou na última segunda-feira (27) novas obras para o Complexo Viário do Polo Institucional de Itaquera. O anúncio foi feito durante evento de autorização da primeira nota de serviço do complexo.
As intervenções consistem na construção de alças de ligação entre a Nova Radial e a Avenida Jacu Pêssego. Além disso, será construída também uma passarela de 185 metros de extensão e 110 metros de vão livre. As obras, que fazem parte do pacote de intervenções para a Copa de 2014, devem ser iniciadas em setembro e terão prazo de conclusão de 20 meses.

De acordo com o governo do estado, a obra do Polo Institucional foi inicialmente licitada por R$ 355 milhões. O consórcio vencedor apresentou proposta de R$ 257 milhões. Com a diminuição do valor, foi possível a elaboração do projeto das alças de acesso e da passarela, que será a maior da cidade.

A interligação entre a Nova Radial e a Jacu Pêssego pretende melhorar principalmente a locomoção dos torcedores que passarão pela região nos dias de jogo da Arena Corinthians.

 

Fonte : http://www.piniweb.com.br

Libere a imaginação

 

Milhões de adeptos dizem que os mandalas são objetos coloridos que atraem sorte e boas energias. “Fazer mandalas é fruto de imaginação, ou seja, um desenho nunca será igual ao outro“. Aqui você aprende a criar seu próprio mandala, e só seguir o passo a passo e deixe sua criatividade fluir!

Material necessário

– Um CD;
– Uma tampinha de garrafa;
– Peças para bijuteria do formato e cor que você preferir;
– Uma pinça de ponta fina;
– Cola branca;
– Cola glitter;
– Verniz spray incolor.

Modo de fazer
– Para trabalhar de dentro para fora, o primeiro passo é criar o centro da mandala. Cole a tampinha no meio e cubra a parte de cima com glitter prateado.
– Na primeira camada, cole lantejoulas verdes em volta da tampinha. Escolha pecinhas cor de laranja para colocar entre as lantejoulas, na camada de baixo, e miçangas amarelas para colar no meio das lantejoulas. Você pode passar cola branca nas pecinhas ou no espaço onde vai colar. Uma dica é pegar as continhas com a pinça (fica bem mais fácil e não gruda nos dedos).
– Os risquinhos de cola são preenchidos com um tipo de vidrilho fosco, vermelho. No outro espaço, você pode colar miçangas brilhantes para dar um contraste, uma por uma, com muita delicadeza.
– A mandala está quase pronta, mas pode ficar mais bonita.
– A tampa é toda rodeada de arrozinhos com brilho.
– Depois, finalize com uma pecinha colorida para fechar o círculo.
– Para dar o acabamento, use tinta alto-relevo para cobrir as pontas, os buraquinhos que ficam. No final, para fixar melhor as peças e dar mais brilho, você pode aplicar o verniz spray e deixar secar por 3h. A mandala está pronta!

Custo total: R$ 5,00
Preço sugerido para venda: R$ 15,00

Fonte: http://tvg.globo.com

 

A decoração é um departamento da residência que oferece variadas opções e conforme a sua composição pode proporcionar diferentes estilos de interiores. A diversidade sempre muda de acordo com a tendência da estação ou período. As cores são utilizadas em tonalidades diferentes, a grande disponibilidade e tons diferenciados pode ocasionar indecisão para escolher a cor ideal. A tendência que se aproxima com a primavera, que vem agregada à uma boa dose de calor, disponibiliza a utilização e aplicação de cores em tons degrade. A decoração em degrade possibilita aplicação em todas as peças que compõem a residência como cortinas, tapetes, vasos, almofadas, poltronas, entre outros elementos e objetos.

Geralmente há grande dúvida quanto a cor que será aplicada em determinado cômodo ou espaço da residência, a tendência em tom degrade permite a utilização de tons variados que proporcionam ao ambiente um toque delicado com leveza e charme. A aplicação pode ser realizada com tons mais escuros ou claros de uma única cor ou também é possível mesclar a mudança de tom à cores diferentes. Essa decoração pode se tornar uma verdadeira brincadeira, permitindo realizar composições descontraídas o que oferece ao ambiente sentimento alegre e versátil.

O importante é evitar a utilização das cores em excesso, pois é possível atingir efeito contrário. Para realizar uma composição de bom gosto é preciso uma boa dose de imaginação. Confira algumas composições de decoração em tom degrade:

 

 

 

 

 

Fonte: http://clickobra.com

Pisos e revestimentos

 

Os pisos e revestimentos são partes importantes de uma residência não somente pela estética que agregam ao ambiente, mas também pela qualidade e segurança oferecidas. Esses fatores são pontuais no momento de decidir a reforma e troca dessas peças. A instalação de um piso ou revestimento novo geralmente ocasiona grande trastorno e dor de cabeça, e ainda se a tarefa não for realizada por mão de obra qualificada e competente é possível ter algumas dores de cabeça. Para evitar um possível quebra quebra é indicado avaliar quais são as melhores opções para reformar com praticidade e qualidade.

A técnica de colocação do piso sobre piso é uma boa alternativa para realizar a reforma de modo eficaz, rápido e prático. Esse modo de assentamento não oferece barulheira, há grande economia quanto a instalação do piso novo, não proporciona sujeira em demasia, além de oferecer alta facilidade e praticidade. A instalação do revestimento ou piso novo é realizado com a aplicação de uma argamassa colante própria e requer a verificação das medidas. Para superfícies resinadas como a ardósia é preciso retirar a camada de resina para que a argamassa tenha efeito sobre o piso antigo e permita a instalação do piso novo.

É necessário ter atenção a alguns detalhes básicos que garantem o sucesso dessa reforma como a verificação de peças soltas, se houver algum caso no seu piso é preciso corrigir essa falha para que a nova peça ou revestimento não seja prejudicado posteriormente com a mesma falha. É necessário evitar a lavagem excessiva, pois poderá ocorrer descolamento das peças novas pela umidade em demasia. No caso de portas, soleiras e pontos de escoamento de água é necessário ajustar para o nível da nova camada. O mercado já disponibiliza peças adaptadas com espessura menor e acabamento final ultrafino de alta tecnologia, vale a pena conferir e escolher o tipo que melhor se enquadra a sua residência.

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://clickobra.com

Quadros na decoração

 

Quando o assunto é decoração as dúvidas aparecem sempre e por todos os lados. A utilização de quadros para decorar, conforme a obra de arte, estilo, moldura e disposição é capaz de tornar a decoração impecável e única. Os quadros oferecem inúmeras possibilidades e podem ser aplicados em todos os cômodos da residência como na sala de estar, sala de jantar, quartos, banheiros, corredores e cozinha, mas é importante realizar a aplicação com cautela, pois exageros podem poluir o ambiente ou oferecer um resultado ruim.

Para paredes com espaço amplo e livre de móveis as possibilidades são ainda melhores e maiores. É possível variar e divertir-se com a disposição dos quadros, utilizando diversos tamanhos que podem ser aplicados até bem próximo o piso. Na arrumação busque proporção e sensação agradável aos olhos. Para os lofts os quadros permitem tamanhos diferenciados, proporcionalmente grande tamanha a amplitude e espaço, as cores podem contrastar com o tom do ambiente, principalmente se o loft seguir a aparência mais próxima dos estilos tradicionais. O hall de entrada é também uma área convidativa ao uso de quadros, pois logo na entrada da casa é possível causar uma boa impressão, um quadro maior pode fazer a composição do hall como um todo.

Quando o quadro é selecionado para ocupar o espaço acima do sofá a principal observação é o tamanho do quadro em relação o tamanho do sofá, principalmente se a aplicação for de apenas uma peça. No quarto de casal eles podem ficar localizados acima da cabeceira da cama é possível realizar combinações muito charmosas. Obras de artistas renomados merecem destaque por isso prepare a parede mais ampla e com maior visibilidade do cômodo onde será realizada a aplicação. Não há uma forma correta de dispor seus quadros, as combinações podem ser diferentes, personalizadas, o quadro deve completar ou compor a decoração do ambiente, jamais permita que os itens briguem entre si. Atenção, carinho e bom gosto são infalíveis para decorar acertadamente! Confira algumas  aplicações:

 

 

 

 

Fonte: http://clickobra.com

Pneus podem virar casas

De uns anos para cá, o mundo ganhou uma consciência ambiental nunca vista. Reciclar, reutilizar e reaproveitar são conceitos fundamentais, mas nem sempre é fácil. Diante disso, o Brasil tem um desafio ambiental. O que fazer com os cerca de 40 milhões de pneus que são abandonados todo ano? Há experiências bem sucedidas, como a transformação da borracha em asfalto, sapatos e roupas, mas ainda é pouco.

Uma nova técnica promete a reutilização de vários materiais na construção de casas mais baratas, seguras e ecologicamente corretas. São casas, caixas d’água, colunas para construção que usam material que iria para o lixo e principalmente pneus velhos.

Para reutilizar os pneus na construção é preciso separar a borracha do aço, partes importantes para montar o alicerce, o início de qualquer projeto. Junto com treliças de ferro podem ser usados pneus de trator e de caminhonete, que são fixados ao solo com uma estrutura de aço e tiras de borracha, formando bobinas. Para preencher os espaços vazios é usada uma mistura de cimento e lixo: vidro, plástico, papelão e entulho de obra, que normalmente também termina nos lixões. Em uma betoneira, todo material vira uma massa ecologicamente correta, que é moldada em formas de metal.

Economia e segurança

O laboratório da Pontifícia Universidade Católica de Goiás está avaliando essa nova técnica e a resistência é comparável à do concreto tradicional. E tem uma vantagem. A casa construída com esse material reciclado fica 40% mais barata do que uma casa convencional. Testes de acústica e de calor também estão sendo avaliados, mas tudo indica que a casa é muito confortável para quem vai morar nela.

Com essa nova técnica a construção civil poderá reverter sua fama de gastar e desperdiçar muito material, energia, água e areia. E contribuir para a preservação do nosso planeta.

 

Pneus são utilizados na construção de hotel ecológico, em Goiatuba (GO) 

Há 11 anos, um empresário de Goiatuba, a 175 km de Goiânia, vem realizando construções sustentáveis no município. Dono de uma recapadora de pneus, José Neto Medeiros resolveu dar um destino diferente para os resíduos de borracha. Ele construiu um hotel ecológico de 800 m² utilizando cerca de 25 mil unidades do produto.

“O objetivo é dar destino ao lixo que a minha empresa de recapagem de pneus gera. Não existe nenhum material na construção civil com tanta tecnologia quanto o pneu. Por isso, podemos aproveitar o máximo dele”, declara o empresário.

Além dos tijolos de pneu, a construção do hotel utilizou resíduos de vários produtos. No alicerce, na cobertura do telhado e no piso da varanda, foram usados pneus de caminhão. Já no forro, foi utilizada a banda de rodagem. Nos canteiros do jardim, a borracha serviu como base na decoração. Até a fossa séptica do imóvel está sendo construída de forma sustentável, usando resíduo de calcário em vez areia.

O empresário José Neto Medeiros já está desenvolvendo também uma nova edificação. Ele acredita que o local poderá ser utilizado como uma escola ou um posto de saúde.

Fonte: http://g1.globo.com/goias/noticia/2012/07/pneus-sao-utilizados-na-construcao-de-hotel-ecologico-em-goiatuba-go.html

 

Nuvem de tags